quarta-feira, 24 de julho de 2013

GINÁSTICA PARA O CÉREBRO É COM MÉTODO SUPERA

Cerca de 80% do nosso dia-a-dia é ocupado por rotinas que, apesar de terem a vantagem de reduzir o esforço intelectual, escondem um efeito perverso: limitam o cérebro. Para contrariar essa tendência, é necessário praticar exercícios "cerebrais" que fazem as pessoas pensarem não somente no que estão fazendo, mas se concentrando nas tarefas.
Uma nova forma de bem estar consiste em praticar ginástica para o cérebro ou Brainfitness, que é um conceito relativamente recente desenvolvido como consequência dos últimos avanços das Neurociências. Nesta ginástica procura-se proporcionar Neuróbica para o exercício da mente, tal como se fosse a prática de uma atividade física regular ou uma ida a academia. Acredite, tal como o corpo, para se desenvolver de forma equilibrada e saudável, a mente precisa ser treinada, estimulada e desenvolvida.
A proposta da Ginástica para o Cérebro do Método Supera é mudar o comportamento rotineiro com neuróbicas e estimular novas reações emocionais e racionais.
Recebi a explicação da Dra Adriana Abud, coordenadora médica do Método Supera, que o declínio das funções mentais pode não resultar da morte de células nervosas, o que ocorre, inevitavelmente, com a idade, mas sim da redução do número de conexões entre elas por falta de estímulos em todas as fases da vida, por isso as crianças, jovens e adultos, além da terceira idade precisarem recuperar o potencial cerebral!
Os exercícios da Ginástica para o Cérebro do Método Supera, portanto, servem para estimular a formação de sinapses - regiões dos neurônios responsáveis pela transmissão dos impulsos nervosos entre as células e assim, e manter o cérebro ativo e jovem.
A neuróbica não vai lhe devolver um cérebro de vinte anos, mas pode ajudá-lo a acessar o arquivo de memórias que um jovem de vinte anos não possui, e isto pode ser muito melhor para a autoestima, saúde, felicidade e qualidade de vida.
Os benefícios da Ginástica para o Cérebro também são para desenvolver a memória, a coordenação motora, a concentração e o raciocínio lógico, e bom para toadas as idades ou nível escolar.
O desafio de uma neuróbica é fazer tudo aquilo que contraria as rotinas, obrigando o cérebro a um trabalho adicional.
Experimente usar o relógio de pulso no braço direito e de cabeça para baixo. Que tal escovar os dentes com a mão esquerda, se for destro, ou com a mão direita, se for canhoto? Ou vestir-se de olhos fechados? Atividades não-rotineiras, como andar de costas e movimentar os braços em dessincronia ajudam a evitar que ocorram esses processos, pois obrigam o cérebro a realizar caminhos neurais que ele não está habituado.
O Método Supera tem 100 unidades no Brasil e 1 em Portugal. Segundo o Master Coach e BrainFitness Trainer Luis Mendes, o avanço da idade vai restringindo a capacidade de formar novas sinapses. "Além da restrição na formação dessas sinapses, as pessoas também podem perder as antigas por não usá-las. As crianças e jovens aumentam a capacidade de retenção e melhoram nos estudos. Vestibulandos e concurseiros ganham agilidade do raciocínio e tornam-se mais competitivos nas provas".
Como se trata do cérebro, temos como o princípio a velha máxima use-o ou perca-o. É que quanto mais ativas as diferentes áreas do cérebro suas conexões ficam mais fortes e saudáveis.
Esses exercícios ajudam a estimular a produção de neurotransmissores que desenvolvem as células do cérebro, tornando-o mais jovem e forte, e podem ser realizados nos cursos de Ginástica para o Cérebro do Método Supera na Rua Major Claudiano, 1197. Tel. (16) 3406-3010.